segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

ESPEREI TANTO TEMPO

ESPEREI TANTO TEMPO

Esperei tanto tempo !
chegastes atrasado,
meu coração sem explicação
sem que eu percebesse foi ocupado.

Nas voltas que a vida dá
tudo mudou
não te amo mais
seu tempo passou.

Registrei no meu caderninho
a partir do dia primeiro de janeiro de cada ano,
em forma de um balanço contábil
cronologicamente organizado
cada fato sem rasura.

Neste demonstrativo de emoções
algumas lágrimas molharam meu coração,
outras vezes surpresas felizes,
foram anuladas as mágoas
o saldo ficou positivo.
 
No roda pé  em destaque
ficou registrado 
a sua amizade tatuado no meu coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário