sexta-feira, 28 de setembro de 2012


Hino dos Mestres

O Mestrado do Vale do Amanhecer foi conquista definitiva do Plano Iniciático pelo Corpo  Mediúnico. Desse Mestrado partirão as grandes jornadas em direção ao próximo Milênio, e na luta com os vales negros da Incompreensão. Este conjunto mântrico é para ser cantado nas cerimônias em que os Mestres participem com suas Indumentárias.


Mensageiros de luz se preparam                                             

Com Jesus querendo servir

Mestres Jaguar Positivo

Mestres Sol Sublimação

Mestres Sol Evangelho

Mestres Luz Consagração


Mestres Lua, transmitindo

A voz direta do Céu


Filhos dos Devas aparecem

Guardiões chegados do Céu

Com seus Magos e Samaritanas

Nityamas cobertas de véu


Mestres Lua, transmitindo

A voz direta do Céu


Jovem Instrutor Mestre Sol

Que também vem clarear

Mestres Sol recepção

Que a dor vem coordenar


Mestres Lua, transmitindo

A voz direta do Céu


Mensageiros de luz se preparam         

Com Jesus querendo servir     

Doutrinando, emanando e curando      

No Evangelho de um novo porvir        

Doutrinando, emanando e curando      

No Evangelho de um novo porvir


Mestres Lua, transmitindo

A voz direta do Céu

Doutrinando emanando e curando

No Evangelho de um novo porvir


Mestres Lua, transmitindo

A voz direta do Céu


Mensageiras da última hora     

Alertai nas vossas missões

Almas tristes de ti tudo esperam          

Vida, amor, luz da compreensão


Mestres Lua, transmitindo

A voz direta do Céu


Jaguares do Sol e da Lua        

Neste Universo a vibrar          

É como uma noite escura

Que a Lua vem clarear


Mestres Lua, transmitindo       

A voz direta do Céu    


Ninfas do Amanhecer preparam         

Um mundo de emanação

Com amor e ternura esclarecem

O homem pra transformação


Mestres Lua, transmitindo

A voz direta do Céu



Mestres Jaguar Positivo

Mestres Sol Sublimação

Mestres Sol Evangelho

Mestres Luz Consagração


Mestres Lua, transmitindo

A voz direta do Céu


Filhos dos Devas aparecem

Guardiões chegados do Céu

Com seus Magos e Samaritanas

Nityamas cobertas de véu


Mestres Lua, transmitindo

A voz direta do Céu


Jovem Instrutor Mestre Sol

Que também vem clarear

Mestres Sol recepção

Que a dor vem coordenar


Mestres Lua, transmitindo

A voz direta do Céu


Mensageiros de luz se preparam         

Com Jesus querendo servir     

Doutrinando, emanando e curando      

No Evangelho de um novo porvir        

Doutrinando, emanando e curando      

No Evangelho de um novo porvir


Mestres Lua, transmitindo

A voz direta do Céu

Hinos Oficiais
Hino do Amanhecer Mayanti
Hino do Doutrinador Consagração aos Mestres
Hino dos Mestres
Hino da Estrela Candente Noite de Paz
Hino de Abertura Hino do Encerramento
Alertai, Missionários! Encantos do Amanhecer
Hino aos Adjuntos Profecias de Jesus
Hino dos Pretos Velhos Hino de Pai João
Luzes do Céu Estrela Guia
Tapir Hino do Sofredor
Hino à Mãe Yara Hino da Junção
Seta Branca Ave Maria
Jesus de Amor Alerta do III Milênio
Aluxã do Amanhecer (Pirapora) Aluxã do Amanhecer (Vila Velha)
Hino da Estância do Amanhecer Formosa do Amanhecer
Amazonas do Amanhecer Hino de Olinda do Amanhecer
Hino de Ytupurã do Amanhecer A Aldeia Encantada
Hino do Pajézinho Hino dos Pequenos de Assis
Chulinhas da Vó Marilú Hino à Vovó Marilú
Virgem Tupinambá A Vida
Hino do Casamento Parabéns dos Médiuns


Hino do Amanhecer

É o Hino Oficial do Vale do Amanhecer. Ele é cantado nas aberturas e fechamentos de trabalhos e ocasiões solenes.
                                                                         

Sob o céu azul do Amanhecer
Seta Branca de Amor apareceu
Com as ordens do Oriente nos faz ver
A grandeza que Jesus nos concedeu.
Prana-luz aqui resplandeceu
Do Oriente Maior que é de Tapir
Conduzindo as almas tristes para Deus
Neste Templo de esperança e de povir
Salve Deus, Criador,
Do Universo És o Senhor!
A bandeira rósea de Jesus
Nosso símbolo de fé sempre há de ser
Tremulando neste Vale ela traduz
As mensagens que do Astral queremos ter.
Salve Deus, Criador!


Mayanti

Este hino é cantado nas aberturas dos Retiros e Trabalhos Oficiais. Sua principal propriedade é de ajudar os Médiuns a se mediunizarem. Mayante significa amanhecer, alvorecer, clarear, etc. na língua Iniciática da Doutrina do Amanhecer.

Mayanti, Mayanti
Do Astral Superior
Tu que és refúgio
De enfermeiro do Senhor.

Sopro Divino do Senhor
Prana, oh prana, tu em favor
Sei que atendes onde hasteias
A bandeira rósea do amor.

Aqui neste Templo hasteamos
A bandeira rósea do Astral
Velhos marcianos Ingressados
No Pronto Socorro Universal.

Mayanti, querida Mayanti
Que o Senhor nos concedeu
Guardas querida Mayanti
Tudo que for em favor meu.

Consagração aos Mestres

Jesus fundou a Escola do Caminho. O Mestrado da Doutrina do Amanhecer é simbolizado pelos missionários ajudando os espíritos em trânsito na Terra. Ele é cantado principalmente nas jornadas e andamento das cerimônias.

Oh Jesus a luz do Sol
Que emana sobre nós
Percorrendo o Universo
Com ternura e Amor

Caminheiros de Jesus
Que caminham para o Sol

Seta Branca escolheu
Entre seus trabalhadores
Humildade, tolerância
Salve Deus que nos criou

Caminheiros de Jesus
Que caminham para o Sol

Resplandece uma Doutrina
Seta Branca consagrou
Revistai Jesus querido
Seta Branca nos guiou

Caminheiros de Jesus
Que caminham para o Sol

Mestre Sol e Mestre Lua
O Mestrado consagrou
Novas forças estão raiando
Sob a luz de um resplendor

Caminheiros de Jesus
Que caminham para o Sol



 
































Sob os Olhos da Clarividente

Tia Neiva


Ao Leitor, principalmente se Médium do Vale do Amanhecer


O fundamento de todo trabalho mediúnico é a manipulação e o controle das energias. A capacidade de lidar com elas é que determina a força do Médium. O Médium mais “forte” é aquele que tem capacidade de utilizar maior quantidade e variedade de energias em benefício de seu próximo.

As energias mediúnicas são controladas pela Mente humana. A conduta mental se traduz, na sua exteriorização, pelo movimento e o som.. O som cadenciado e rítmico forma vetores energéticos, verdadeiras linhas de forças.

Isso no Oriente se chama “mantra” ou “mantrans”. No sânscrito dos Brâmanes o “mantra” é sua fórmula sagrada ou cânticos divinos.

No Templo do Amanhecer nós usamos os mantras simples; como por exemplo: o Pai Nosso e nas suas formas mais ritmadas como são os hinos. Esses cânticos são as chaves para as falanges e combinação de energias que é feita para cada tipo de trabalho.

Todos eles são recebidos pela Clarividente Neiva, diretamente do Plano Espiritual. Ela recebe a letra e a musica e a transmite até que o hino seja aprendido pelos Médiuns.

No dinamismo da Doutrina do Amanhecer, cujo ritual se adapta a cada momento às circunstâncias, alguns hinos se tornam menos usados e outros vão chegando, conforme as necessidades.

Cantando esses hinos o Médium se torna mais participante do processo e, ao mesmo tempo, desassimila mais ectoplasma para seu próprio benefício.

Cantar nas cerimônias do Templo é sempre bom e por isso estamos colocando à disposição dos Médiuns.


Hino do Doutrinador

O Doutrinador é o responsável pela execução da Doutrina do Amanhecer. Este Hino é cantado sempre que se precisa no Templo de uma atitude de afirmação e confiança.

Do Amanhecer se expande

A nova Doutrina do Amor

Sob a luz do Santo Evangelho

Resplandece varonil Doutrinador

Mãos curadoras

Mãos divinas

Salve Deus, Salve Deus

Que te ilumina

Lá no alto um clarim como um alerta

Com Jesus na Terra jurou

Tua voz tem a força doutrinária

A Divina Luz, Doutrinador

Mãos curadoras

Mãos divinas

Salve Deus, Salve Deus

Que te ilumina

Esta cruz que levas em tuas costas

Farol que ilumina na dor

És luar nas noites escuras

Alivia e esclarece o sofredor

Mãos curadoras Mãos divinas

Salve Deus, Salve Deus

Que te ilumina (repete)

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

EXIBIÇÃO DE SENTIMENTOS


Falar da alma das pessoas
é fascinante não tem igual
a imaginação pode voar
a sensação fica solta no ar...


A exibição de sentimentos
explode emoções...
é algo inexplicável nossos pensamentos.

Há um lugar inconfundível
quando caminhamos pela vida a fora
onde encontramos nosso inconsciente...

Na flor da pele surge a vida
em algum lugar do nosso amor...


Exposto na vitrine
querendo o mundo seduzir
o poeta chora , o poeta rir...


Tudo começou por acasa,
um tiro no escuro que faz chorar e rir
consegue o universo humano descobrir.

Conversar com você mesmo
traz inspiração...
a partir dai surge o escrever
sem programar é só fazer.


Saudades, desafios,
decisão de refazer a vida
mostrar a própria vida a nossa liberdade

o espetáculo da vida continua
feito laços arredios.

Tão solto pelo espirito exibido
feito um moleque surge ideias 

acaba o universo das pessoas descrevendo
o sucesso chega encantando as plateias.


sábado, 15 de setembro de 2012


ÚLTIMA REVOADA

Um delírio, um suspiro e o pássaro voou !
a imaginação  irradia a inércia de um dia calado
a tarde um silêncio a mais
a noite chegou e o tempo parou...

Na calada da noite  o último suspiro
e ela se foi na mais bela revoada
no iluminado de velas o dia  chegou.

Flores amarelas e brancas enrolaram teu corpo,
não era maio, mas te vestiram de flores...
as rosas vermelhas chegaram e a chuva rolou
meu coração chorou de saudade sem fim,,,

A chuva levou teu corpo de mulher amada,
de repente o sol se abriu no encanto magico
o espetáculo ergue-se brotando uma nova vida.


17-03-87

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

ABRACEI A VIDA


Abracei a vida com carinho
senti o cheiro de flores no meio do caminho
me senti em paz...

Na solidão do meu viver
a liberdade me faz companhia
eu quero ver.

Se você não me conhece vou te dizer...
sou aquela que acredita na vida...
pode crer.

Para onde vamos?
sei que vou sair por ai...
ver as estrelas no céu...

Vou procurar em todos os lugares
toda lucidez de um sentimentos verdadeiros
com encantos singulares.














quinta-feira, 6 de setembro de 2012

VIAJEI NOS MEUS VERSOS

Dei uma passadinha
nos meus devaneios
viajei nos meus momentos
fiquei quietinha.

A saudade bateu na minha porta
e não posso fazer nada
só sonhar...

Os luares encantados passaram
vou esperar outros luares
estou solta nos ares...

Minhas verdades transformei em devaneios
minhas fantasias eu contei em versos...

Quantas vezes fui ao teu encontro
minha alma estava tão dispersa
meus delírios ficou mudo
quando desejei teu corpo...

Na minha liberdade
me vi presa as minhas paixões
o que a vida fez comigo?

Deixei recado a minha alma
meu segredo não escondo
minha mente tem tantas cores...
no futuro encontrarei minhas verdades.

sábado, 1 de setembro de 2012

LUA AZUL

O que posso dizer da lua ?
que ele é azul...
noite de sonhar...
os pensamentos elevar

No azul escuro do céu
ela aparece explendorosa
mexendo com nossas emoções
alegrando nossos corações.

Momento fantástico
para trabalhar nosso eu interior
vibra todas as forças do universo...
vamos celebrar esse momento.