segunda-feira, 30 de julho de 2012







O que é a glândula píneal, onde está localizada e qual a sua função no organismo?

A pineal está localizada no meio do cérebro, na altura dos olhos. Ela é um órgão cronobiológico, um relógio interno. Como ela faz isso? Captando as radiações do Sol e da Lua. A pineal obedece aos chamados Zeitbergers, os elementos externos que regem as noções de tempo. Por exemplo, o Sol é um Zeitberger que influencia a pineal, regendo 0 ciclo de sono e de vigília, quando esta glândula secreta o hormônio melatonina. Isso dá ao organismo a referência de horário. Existe também o Zeitberger interno, que são os genes, trazendo o perfil de ritmo regular de cada pessoa. Agora, o tempo é uma região do espaço. A dimensão espaço-tempo é a quarta dimensão. Então, a glândula que te dá a noção de tempo está em contato com a quarta dimensão. Faz sentido perguntarmos: "Será que a partir da quarta dimensão já existe vida espiritual?" Nós vivemos em três dimensões e nos relacionamos com a quarta, através do tempo. A pineal é a única estrutura do corpo que transpõe essa dimensão, que é capaz de captar informações que estão além dessa dimensão nossa. A afirmação de Descartes, do ponto em que a alma se liga ao corpo, tem uma lógica até na questão física, que é esta glândula que lida com a outra dimensão, e isso é um fato.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

QUANDO TE ENCONTREI



Quando te conheci jamais imaginei ...             
o que iria acontecer e aconteceu...
nosso mundo aparentemente diferentes
e tão iguais...
nos conhecemos num instante,
nos envolvemos
numa  madrugada de verão
quantas mensagens,
telefonemas ...
o dia amanhecia
o sono não chegava
e nosso encontro aconteceu
disparou meu coração
e você na minha frente
a felicidade de tocar teus lábios
a  respiração ofegante...
nosso grande encontro
um sorriso...
um abraço...
um olhar brilhante,
a  alegria de tocar tua mão
e possuir  teu corpo
naquele dia tão especial
cheio de emoção
foi assim nosso primeiro encontro
num dia  tão especial.


sexta-feira, 20 de julho de 2012

por que você faz poema?
Herculano Neto

para dizer sem dizer
e irritar quem não me entende
(quem me detesta
mas esmiúça minha palavra)

para alentar meu público fiel
meu público efêmero

para exibir minha verve
em troca do elogio oco
do pouco-caso

para que os conhecidos
busquem meus enganos nas entrelinhas
e os desconhecidos espelho na minha farsa

para transformar minha frase em verso
meu verso em canção
cartão-postal
epígrafe
tatuagem
epitáfio
sacada genial

“para chatear os imbecis”

segunda-feira, 16 de julho de 2012

"
"Insanidade é fazer a mesma coisa vezes em seguidas, esperando um resultado diferente"
                                   EINSTEIN

sábado, 14 de julho de 2012

 

 SONHAR

Não sei porque razão
algo estranho toma conta do meu coração
quanto te vi na magnitude plena da vida...
rolou uma lágrima, um sorriso e uma cançao.

Dias, após dias...
absolutamente devoto aos meus caprichos,
meus carinhos,
minhas alegrias
e minhas tristezas...

No meu momento maior sinto cheiro de pele molhada
transmite um aroma pecúliar
que é só seu !
e me deixa no estase transidental.

Meu sentimento é como uma boca de vulcão
que esta sempre esperando o momento de explodir!
minha chama ardente do desejo
me cala e durmo.

No deserto da noite que me aconchega
me abraço com  o sonho do passado
o silencio me faz companhia...

A saudade vem de mansinho
como um anjo das guarda
que me protege
e me faz reviver
o que não volta mais
só me resta lembrar e sonhar.

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Eu (Florbela Espanca)
Eu sou a que no mundo anda perdida,
Eu sou a que na vida não tem norte,
Sou a irmã do Sonho, e desta sorte
Sou a crucificada... a dolorida...

Sombra de névoa tênue e esvaecida,
E que o destino amargo, triste e forte,
Impele brutalmente para a morte!
Alma de luto sempre incompreendida!...

Sou aquela que passa e ninguém vê...
Sou a que chamam triste sem o ser...
Sou a que chora sem saber porquê...

Sou talvez a visão que Alguém sonhou,
Alguém que veio ao mundo pra me ver,
E que nunca na vida me encontrou!





 
Ausência (Vinícius de Morais)

Eu deixarei que morra em mim o desejo de amar seus olhos que são doces...
Porque nada te poderei dar senão a mágoa de me veres exausto...
No entanto a tua presença é qualquer coisa, como a luz e a vida...
E eu sinto que em meu gesto existe o teu gesto...
E em minha voz, a tua voz...
Não te quero ter, pois em meu ser tudo estaria terminado...
Quero só que surjas em mim como a fé nos desesperados...
Para que eu possa levar uma gota de orvalho nesta terra amaldiçoada...
Que ficou em minha carne como uma nódoa do passado...
Eu deixarei...Tu irás e encostarás tua face em outra face...
Teus dedos enlaçarão outros dedos e tu desabrocharás para a madrugada...
Mas tu não saberás que quem te colheu fui eu...
porque eu fui o grande íntimo da noite...
Porque eu encostei minha face na face da noite e ouvi a tua fala amorosa...
Porque os meus dedos enlaçaram os dedos da névoa suspensos no espaço
E eu trouxe até mim a misteriosa essência do teu abandono desordenado.
E eu ficarei só como os veleiros nos portos silenciosos
Mas eu te possuirei mais que ninguém, porque poderei partir.
E todas as lamentações do mar, do vento, do céu, das aves, das estrelas,
serão a tua voz presente, tua voz ausente, a tua voz serenizada.

quarta-feira, 11 de julho de 2012

NOTA SÒ

Todos os desejos são iguais
nos momentos de paixão
e surge uma nota só...
você é única.

Em cada amante surge
a mesma nota só...
te quero só pra mim,
te quero para sempre,
estou apaixonado por você,
 tenho ciúme de você ...

Na mesma nota só
é dele o sentimento
no momento de tesão
descarregou seu instinto
e ficou na solidão.

Vai buscar em outros braços
para dedilhar uma nota só
seus devaneios musicar
em tanto braços viajar...
das loirinha as moreninhas,
da mais bela flor
a flor  bela que murchou.






segunda-feira, 9 de julho de 2012

QUERO DEIXAR GRAVADO

Quero deixar gravado minhas memórias.
minhas  manias,
coletânea de fragmentos de emoções
que deixei cair ao longo do caminho.

Poesia é puro sentimento
sem nenhuma pretensão
apenas uma verdade
do que eu sou quanto pessoa
e ser humano.
.
Escrevo minhas verdades,
exponho meus devaneios,
pensamentos e sentimentos
nos meus momentos de felicidade
e também de solidão.

quarta-feira, 4 de julho de 2012

FITEI O CÈU

Fitei o céu tão lindo
curti a lua..
Fitei teus olhos apaixonados.

Meu coração apaixonado
explode a alegria de amar
como a fúria das ondas do mar.

Imagine só minha cara de amor!
tomando um banho de lua
e me perfumando com teu cheiro
de pele macia.

Meu amor sempre foi
como o amor do sol com a lua.
que nunca se encontram...

De repente surge uma estrela
que se encantou com o sol
e sente inveja da lua
e a lua ficou enciumada e chorou.

segunda-feira, 2 de julho de 2012

 RAZÃO DOS MEUS SENTIMENTOS

Numa viajem contente
naveguei sobre ondas
do meu inconsciênte
me senti gente...

Os meus pensamentos
me levaram  a refletir
sobre meus sentimentos.

Pense, pensei...
indagei a me mesmo
quem resiste  no tempo
da minha existência?

Ultrapassei tormentas,
viajei em outros mundos
me aconchegei em outros braços,
construi familia,
partiu meu companheiro pai dos meus filhos ,
reencontrei  antigos amores,
me apaixonei loucamente por um novo amor
e eles se foram na magia do tempo...

Nestes meus encontros e desencontros
a vida fez nosso encontro
meus sentimentos brotaram
que estavam latentes?

Guardei em meus sonhos constantes
a tua viva presença
que me deixa contente.

O que me resta agora,
entender a razão dos meus sentimentos,
fico feliz quando te vejo
e você se aproxima
pede licença e se senta ao meu lado...

No meio da confusão
declama um verso
faz declaração de amor
deixa feliz meu coração.