segunda-feira, 30 de janeiro de 2012


 QUERO GRITAR


O pensamento vôo
por trás da janela existe um ser
que consegue chegar a um certo presente
bem  próximo.

Tento alcançar um amor
que rime com minha fantasia real
a melodia da vida se entrelaça
com uma verdade.

tenho três vidas
solicitando de mim uma mão amiga...

È necessário conhecer
a força de renovar a vida
e chamar a esperança
para brindar o prazer do cotidiano.

Dentro de mim tem um sorriso,
é tão intensa a felicidade
que corroí dentro de mim
e tento  dividir igualzinho.

É preciso saber viver,
quero ensinar um pouquinho do que eu sei...


Quero gritar !
é preciso mostrar
que estou feliz
aos mudos desse mundo.




quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Add caption



A TERNURA DO VÔO DOS PÁSSAROS

No entardecer
acompanho a ternura do vôo dos pássaros
de um encanto colorido, liberto
numa revoada leve em plumas.

Meus olhos contemplam o infinito
imaginando pra onde eles vão...


quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

TE QUERO

Serena e dourada
é a compreensão da nitidez
derramas os suspiros
e me banho em tuas cascatas...

Arrebata o querer
e o vazio sai
o medo foge
e a lucidez fica.

O espirito irradia
os teus tons fortes.

Ponho-me na tua sombra
amor dos amores
porque te quero.




segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

 BRASILEIRINHO

Ao som do bandolim
escutei brasileirinho
tamanha musicalidade,
quanta saudade.

Ao som do brasileirinho
escuto meu celular tocar,
me da um frio na barriga ,                  
quem será que esta ligando
nas altas madrugadas?

Ao som do brasileirinho
o cavaquinho chora
a saudade aperta
meu coração canta
a magia das emoções.








 =

sábado, 21 de janeiro de 2012

 DE...

De sonho eu vivo
mirando as estrelas
com saudade do brilho da lua
em cada canto a esperança
de curtir outro luar.

De tanta ilusão
meu peito bate forte
em ti ver passar

De qualquer forma
vou te esperar
em algum lugar.

De que vale a vida
sem uma forte paixão,
como pássaro de fogo
venha pra mim..







sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

 DIÀLOGO

Meu racional diáloga
como meu espirito
chego a entender
uma nova realidade
e visão da minha vida.

Me acalmo,
compreendo outros mundos,
enfrento fronteiras do meu inconsciente
quanta ternura me vejo assim.








MINHA RASTEIRINHA

Usei minha rasteirinha
pisei na linha
caminhei no asfalto
me senti tão leve
vermelhinha de lacinho
tão lindinha.

Acho que você vai me entender,
quero seguir
desfilando minha rasteirinha
nos vale, nas florestas, na beira mar
e me sentir feliz.

terça-feira, 17 de janeiro de 2012



 O SOL EM MIM

Abri meus olhos no amanhecer
fitei o sol nascente
deixei entrar o sol em mim
abri um novo horizonte
em formas de arco iris...

Esperei o entardecer
murmurei emoções caladas
vi o sol se por...
ele sumiu no horizonte
mas continuou em mim ,

A noite de meia lua
e estrela cadente
me vei na mente meu meio amor...
vou esperar o sol nascer outra vez.

domingo, 15 de janeiro de 2012

 VOU TE ENTENDER

Na madrugada me sinto livre
me perco nos meus pensamentos,
entendendo a liberdade
e deixando solto a quem me deu prazer
no amanhecer.

De mãos soltas é bem melhor,
ficamos juntos
mas não foi pra sempre...

Se por algum motivo
sinta vontade de me procurar.
quem sabe vou te atender
te darei os beijos que me der vontade.

Se não me procurar 
triste não vou ficar
não vou te interpretar errado
vou te entender
 


sábado, 14 de janeiro de 2012

Sexta-feira, 13 de Janeiro de 2012

Carta Aberta nº. 7 - Tia Neiva


Querido Filho Jaguar,
Salve Deus!
Meu filho, dias luminosos, de grandes acontecimentos e manifestações estão se aproximando, e nós, a velha tribo Espartana, conservando a nossa Individualidade vamos unidos num só pensamento por este universo tão perfeito, impregnando o amor, a fé e a humildade de espírito em todos os instantes.
Somos Magos do Evangelho, e como espadas luminosas vamos transformando e ensinando com nossa força e conhecimento, aqueles que necessitam de esclarecimentos.
É somente pela força do Jaguar, nesta Doutrina do Amanhecer e na dedicação constante de nossas vidas, por amor, que podemos manipular as energias e transformar o ódio, a calúnia e a inveja, em amor e humildade, nos corações que doentes de espírito permanecem no erro.
Quantos se perdem por falta de conhecimento e por não terem a sua lei. Nós temos a nossa lei, que é o amor e o Espírito da Verdade. Vamos amar e, na simplicidade de nosso coração distribuir tudo o que recebemos na Lei de Auxílio aos nossos semelhantes.
Somente a vontade de Deus tem nos permitido afirmações tão claras nesta passagem para o Terceiro Milênio. Somos a força do Sol e da Lua; somos um povo esclarecido e temos em nosso íntimo o amor e o Espírito da Verdade. Temos o poder em nossas mãos e assumimos o compromisso de fazer da nossa missão o nosso sacerdócio, pleno de amor.
O pão que alimenta nosso espírito e nos dá a vida é a força doutrinária. Temos o poder mas, para sermos úteis e eficientes, é preciso que tenhamos equilibrada e firme a nossa mente e cultivemos a humildade. Vamos levar mais a sério o nosso compromisso e busquemos sempre em nossas Origens e em nossas Heranças, a energia e a segurança para que possamos seguir com perfeição a trajetória que escolhemos, quando assumimos vir a este planeta para redimir as nossas culpas e débitos contraídos em outras encarnações.
Vou sempre em Xingu, em busca das mais puras energias para o conforto e harmonia da cura do corpo e do espírito, e desenvolvimento de vossas vidas materiais. Força de Xingu é força vital.
Meu filho, vamos elevar a nossa mente a Jesus, e que nossas vibrações cheguem constantes ao Oráculo de Simiromba, emitindo e irradiando o amor.
Que a Conduta Doutrinária e a conduta de sua vida de Caminheiro, seja perfeita para que possa equilibrar os Três Reinos de seu Centro Coronário, e seu Sol Interior possa irradiar sua luz bendita.
O homem equilibrado é a Presença Divina na Terra, realizando com sua mente sábia uma constante conjunção dos dois Planos, levando sua vida na simplicidade e disponibilidade, a iluminar com seu Trabalho Espiritual constante.
Sinto a cada instante as vibrações de cada um de meus filhos e estou sempre procurando aliviar as suas dores. Sei que dores e angústias afligem o seu coração, e que pesado é o seu fardo. Meu filho, nos nossos Destinos Cármicos tem exigido de nós momentos de grandes sofrimentos mas, confiantes vamos prosseguir em nossa caminhada em busca de mais evolução e das realizações que desejamos.
É somente pela dedicação cheia de amor de nossas vidas na Lei de Auxílio, que conseguimos aliviar nossos momentos Cármicos. Com o nosso Trabalho Espiritual podemos nos evoluir e dar tudo de nós. É curando as dores dos nossos irmãos que curamos as nossas dores e sofrimentos.
Jesus lhe conceda o entendimento e a sabedoria, para que esta mensagem seja para você um caminho seguro e aumente o seu entusiasmo nesta sua jornada.
Que em todas as horas esteja o seu espírito possuindo a paz interior.
Seja esta cartinha um despertar da Mãe em Cristo
 Tia Neiva

Quinta-feira, 12 de Janeiro de 2012

Yucatã


Uma das grandes experiências de nossa tribo, filhos de Pai Seta Branca, foi vivida na península de Yucatã, no México.
Ali se desenvolveu importante civilização, tendo Chichen-Itza como centro de alimentação energética de diversos outros locais, através das pirâmides. Era como se fosse o Templo-Mãe e os demais Templos do Amanhecer. Em Chichen-Itza, o centro energético e político, as amacês chegavam para distribuir energia etérica e o povo dispunha de conhecimentos profundos e vivia em harmonia e paz, manipulando as forças do Sol, da Lua, de Vênus e de outros astros. Foi o berço da civilização Maya.
Mas uma separação foi forçada pelo irmão do rei, que, ambicioso, quis tomar o poder. Tramou uma revolução para depor o irmão, mas este, alertado pela cunhada, reuniu um grupo de fiel seguidores, e partiu, deixando que o irmão assumisse seu lugar sem haver confrontos ou violência.
Deixando a cidade, o rei seguiu para oeste, e, no meio do caminho, separou seu grupo: um, por ele comandado, foi para Uxmal, onde construíram uma cidade como Chichen-Itza, com a diferença fundamental em sua pirâmide, e o outro grupo foi para o litoral, onde construiu Tulum, a única cidade Maya à beira-mar.
A pirâmide de Chichen-Itza é de quatro faces, e os trabalhos se realizavam, conforme o período, em uma das faces; a pirâmide de Uxmal é de base elíptica, a única no mundo, uma vez que os trabalhos eram executados sob condições de forças mais evoluídas.
Em Chichen-Itza havia um grande poço, onde o povo se sentava nas bordas, fazendo o rei, sobre uma lança que se projetava sobre as águas, toda a manipulação das energias do Povo de Cachoeira e das Sereias de Yemanjá. A água energizada era transformada em vapor, que subia até o povo. Com a mudança, o rei não fez poço em Uxmal, fazendo a manipulação da energia das águas diretamente no mar, em Tulum, que a projetava para a cidade real.
Quando veio a desintegração do povo Maya, os habitantes de Uxmal e Tulum subiram com sua missão realizada, enquanto os de Chichen-Itza e demais cidades, por terem fracassado pela ambição do poder e pela falta de amor, tiveram que voltar, liderados pelo espírito que fora o do irmão do rei, e, pela grandeza da obra de Koatay 108, recuperar o que haviam deixado no Yucatã.
A energia de Uxmal e Tulum formou um imenso reservatório no espaço, de onde flui para os trabalhos nos Templos do Amanhecer, inclusive no Templo-Mãe, a grande Força de Yucatã.
Após o fenômeno da desintegração, os índios invadiram as cidades, dando início à nova era da civilização Maya, que a História desvenda como violenta e sanguinária. Isso porque, sem conhecer os segredos da ciência da manipulação das forças mas sabendo dos grandes fenômenos ali realizados, os invasores, em sua ignorância, pretenderam obter aqueles fenômenos agradando os deuses com sacrifícios humanos e violentas guerras.
Tudo o que a Arqueologia conseguiu se refere aos índios e não aos verdadeiros Mayas, exceto as peças grandiosas, como o calendário maya, e o mistério que envolve as grandiosas construções que ficaram como testemunhas da notável grandeza daquela civilização e o até o momento, inexplicável para a Ciência, desaparecimento do povo que erigiu as fantásticas cidades do Yucatã.

  • Uma certa tribo que habitava todo o continente americano, que se espalhava em uma enorme civilização - povo que hoje denominamos Mayas de Yucatã - cresceu a sua ciência a ponto de desafiar a sua própria natureza, esquecendo dos poderes de Deus e da sua Natureza.
Deus em seu reino, em seu plexo, porque o Homem reconhece que foi anunciado o dilúvio!
Porque o Homem tem certeza de que, naquela era distante, o Sol se escondeu, arrebentou a trovoada e as águas, caindo do Céu, arrastaram para o oceano toda a imundície daquela incomparável substância em valores para o etérico.
Eram deuses querendo transformar sua própria natureza. Deus, sim, em sua figura perfeita hieroglífica.
Deus no Homem, porém, não existe, e não existirá Homem-Deus!
A sua sabedoria não tem limites, porém há um limite para os seus poderes. Este limite está na precária condição de sua própria natureza.
Desta vez, em Yucatã: por toda sua terra, aquela inteligência, que mesmo nos labirintos eternos deixou seus rastros, foi sucumbindo o Homem e subindo os deuses. Desta vez foi água, água que transbordou, levando a fortuna inigualável.
Quanto vale a Vida na mente de cada um dos seres humanos que vivem e viveram em todas as épocas?
Todo conhecimento é aproveitado. Nada se perde, tudo se transforma. Porém, quis a vontade de Deus ficarem seus rastros no labirinto real deste caminho. Toda inteligência deixa um alicerce de sua unidade, como deixaram os deuses Yucatãs quando foram recolhidos pela água.
É preciso amar Deus. Os deuses da imortalidade, sem este amor, muito pouco podem fazer. Por conseguinte, deixaram os deuses Yucatãs as suas fortalezas, ficando bem clara a separação dos três plexos de nossa natureza.
Porém, voltaram! Voltaram mais uma vez, insistindo em sua pequena e rude civilização: pedra - mais uma vez, pedra - era só o que aprendia o seu coração, também de pedra. Sim, agora eram os Mayas! Mayas da infeliz experiência de Yucatã. Força e Poder! O Sol e a Lua! Desta vez, o vento era seu condutor, feliz e infeliz.
Sim, filho, depois do aprendizado é preciso retornar ao campo de batalha da vida terrena, é preciso renascer e reconquistar, melhorando o teu caminho cármico, obtendo novas conquistas, novos conhecimentos, para teres a oportunidade de te conheceres a ti mesmo, porque somente a dádiva imortal satisfaz os nossos desejos.
Muitas vezes, quando não conhecemos a nós mesmos, pensamos que os nossos juizes são cruéis.
Saibas que a libertação não está nas ruínas. Voltamos tantas vezes quantas seja preciso. Voltamos pelas nossas ruínas, voltamos em teu benefício. Seja qual for a provação das cicatrizes que assinala o teu caminho, sofras amando e agradeças a Deus pela oportunidade que te fez voltar. (...)
Naquele continente de Yucatã tudo era simples. Os planos se uniam - o Céu e a Terra. Sim, planos de outra dimensão se materializavam. Haviam, nesta civilização, campos de aterrissagem onde naves, vindas de Capela, se comunicavam, em harmonia.
Esta civilização cresceu... crescendo a ponto de conhecer toda a Terra, todo este Universo físico. Romances... Conquistas... Chegando mesmo ao começo da vida que esperamos na passagem do Terceiro Milênio.
Evoluíram tanto, principalmente na Eletrônica, a ponto de projetarem a sua própria imagem em outros planos, totalmente conscientes.” (Tia Neiva, 12.12.78)

Quarta-feira, 11 de Janeiro de 2012

Uma Lágrima Divina



          Uma nuvem a vaguear no céu… Ao aproximar-se de uma montanha percebe uma fonte de água límpida e cristalina e disse:
          Este é um bom lugar para depositar as minhas gotas puras de água.
          E ali choveu.
As gotinhas da nuvem aproveitando as delícias da corredeira vão se deslocando córrego abaixo, o córrego transforma-se em riacho, o riacho em um pequeno rio que se encontra com o grande rio, e assim por diante.
Durante todo o percurso muitas gotas iam se chocando contra os barrancos nas margens, tornando-se impuras, escurecendo toda a água do rio. As gotas impuras tornavam-se pesadas, descendo para o leito do rio. Muitas delas ficavam tão sujas que perdiam até mesmo a própria identidade, pensando ser terra ou outra coisa qualquer. Ficavam aprisionadas no fundo do rio escuro, rolando vagarosamente.
Muitas gotas daquela nuvem lembravam de sua origem e com esforço e sacrifício conseguiam escorrer de toda a sujeira para ficarem mais leves e assim subirem para a flor d’água com o objetivo de avistar aquela nuvem, ou, estarem mais próximas dela.
Era então que surgia a grande surpresa...
O sol! O sol que ao romper da aurora vem trazer a claridade aquecendo toda a terra, aquecendo também aquelas gotinhas, transformando-as em vapor para se unirem àquela nuvem que sempre foi a sua origem. Retornavam assim para casa, e, agora, para sempre.
A nuvem, que lá do alto acompanhava a difícil trajetória de suas gotas no regresso para a origem, entristeceu-se, e com grande compaixão, deu um suspiro profundo e uma gota do lágrima rolou em sua face caindo sobre o rio. Esta gota brilhava tanto que não se contaminava. Era capaz de penetrar na profundidade do rio clareando o ambiente.
Muitas gotas impuras que ali estavam maravilharam-se perguntando:
- De onde vem esta gota de luz que tanto brilha? É magnífico!
- Eu venho da nuvem que está lá no céu e breve voltarei, e todo aquele que escorrer suas impurezas também irá para lá!
Houve gotas que ao serem tocadas pela gota que brilhava tornavam-se limpas e a lágrima dizia:
- Vá para cima e desvie-se das impurezas...
Muitas acreditavam, mas, tiveram aquelas também que não a compreenderam.
O fato é que ela deixou o caminho, e, depois de um tempo, retornou para a nuvem.
O espírito de Deus que sopra onde quer, e quando quer, e ninguém sabe do onde Ele vem, nem para onde vai.
Salve Deus!
Você meu irmão, que aprendeu esta história, seja também uma gota que fará a diferença.
Do amigo Carlan.

Terça-feira, 10 de Janeiro de 2012

Bendita Luz do Reino Central


Salve Deus!
Ó! Bendita luz do Reino Central!
Força absoluta que vem de Deus misericordioso.
Emite em meu coração,
Para que eu possa conservar a tolerância de compreensão,
Que todo amor fraternal, da herança transcendental,
Possa impregnar o meu sol interior,
Fazendo-me sentir o prazer deste mundo,
Que ainda vive o meu plexo físico.
Emite, também,
Ó! Simiromba, meu Pai, o meu Anodaê,
Que me dá alegria de viver,
E fortalece os três reinos de minha natureza.
O! Grande Oriente de Oxalá!
Faze com que as forças se movimentem em meu favor,
E com elas, eu possa deslocar-me para outros mundos, também,
Em favor de alguém menos esclarecido, ou que,
Necessitado da força luz do jaguar
Possa dispor do meu amor.
Ó! Simiromba, meu Pai!
Esta é a hora de minha meditação,
E que me faz lembrar os meus entes queridos, os meus amores
E àqueles que se dizem meus inimigos.
Sinto as forças que se deslocam e se projectam
Em todo o meu ser fazendo-me feliz.
Salve Deus!
A Mãe em Cristo
TIA NEIVA
Vale do Amanhecer, 29/01/79

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

 LUA

Hoje o dia amanheceu mais lindo,
é dia da lua !
o sol brilhou mais forte
se recolheu feliz
e a noite chegou
e a lua surgiu
vei festejar a festa da lua...
menina mulher...



quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

LUA

Lua dos meus sonhos
você nasceu encantadora
o dia amanheceu
o sonho aconteceu
você nasceu...

Te esperei com ternura
no aconchego do meu ventre
nutri teus afetos...
Você calmamente.

Vinte quatro anos se passaram
hoje o dia é teu
minha linda mãezinha querida...














Amor e  vida,
meu coração sangra de alegria,
é fantástico essa viajem
de emoções...
pétalas vermelhas
da encanto as duas mãos
da formato ao coração.



 MENTE HUMANA

A mente humana viaja
para o mundo muitas vezes distorcidos
ver o que não existe
e diz o que não devia dizer...

As minhas viajens
são minhas,
não quero invadir a vida de ninguém,.

Poesia é uma linguagem universar
não tem direção,
não tem dono,
fala as emoções de quem lê.

As palavras surgem magicamente
e invade nossa mente,
e expostos no papel
não é mais do poeta
e de quem quizer.

Poesia e amor
são magias
que invade o coração de todo mundo
é uma linguagem universal.

Nos amamos o nosso prazer
o parceiro é apenas
um instrumento do nosso desejo,
capricho e devaneios.


quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

QUE VIDA ENGRAÇADA

Minha vida me surpreende
crio alma novo
me sinto cheia de desejo
por um velho amigo...

Que vida engraçada
estou aqui de queixo caído
como o tempo nos preparar
armadilhas...
mas tenho que ficar quieta
pra ver o que vai dar,
um encontro programado
nem sei o que vai dar;







LEMBRANÇA

Desde o momento primeiro
arrastastes teu sorriso
em minha direção.

Guardo comigo
a certeza de poder te tocar...

Nessa tua ausência
reflito meu sentimento,
refaço o desejo
de sentir novamente o teu afeto.

Respiro o ar quente
da tua lembrança
e sinto o gozo dos nossos carinhos.







REFLEXÃO

Ouço!
um pensamento manso agressivo,
ressonando uma razão
dentro do perfil surge um reflexão.

Com passos lentos
questionando, questionando
até combater o medo.

De repente explode um sentimento
que vai chegando bem calmo
e atrevido !
como águas transparentes
a refletir no espirito aberto
clareando os olhos.

sábado, 7 de janeiro de 2012

CANTEI A VIDA

Nessa noite de sábado
que surpresa boa eu tive
vou te contar,
cantei a vida
você me deu amor
tudo de mim você terá
pedi licença a lua
pra te beijar,
sou feliz
desejo a todo mundo
muita felicidade
isso é que me importa.
guardo em mim
o sagrado sentimento
de respeito aos outros
isso alimento minha alma.

VIDA MINHA

Essa vida que levo
é um carrocel de surpresas,
esse sonho que me acompanha
me invade o peito.
esse grito que solto
é um jeito só meu,
esse choro abafado
que as  vezes me rola na fase
me toca a alma,
esse correr, corre de vida
sempre se entrelaça num cotidiano sem fim...
esse suspiro que solto
é um grito calado
quando me aconchego contigo.



GRITO

Deixe eu gritar!
o meu som esta mudo,
a razão não lhes convencem.

Se eu choro estou cansada.
se eu berro
não e interprete tão mau,
cadê a inteligência dos inteligentes?

Deixe o pensamento fluir
e chegaras a uma razão
do sentimento concreto.

Vou parar
o sorriso chega...
deixe eu gritar
é tão simples.




CHEGUEI AGORA

Sai  pela noite afora
cheguei agora
na aurora magnifica,
o dia nasceu tão belo!

Raios de sol pelas calçadas
a cidade ainda dorme!
.
Será que alguém pensou em mim
nessa madrugada
que se foi.?

Mais um dia desse novo ano
chegou tão rápido
e vem minha esperança
como um sonho de criança.

Pintei a noite,
encontrei amigos
que a tempo não me via.

Agora vou dormir
sonhar,
sonhar,
e te beijar em sonho.










quarta-feira, 4 de janeiro de 2012


 ENTRELACAMOS NOSSA AMIZADE

De mãos espalmadas 
meu querido Falcão
aconchegou nossos pés...

trés amigas de unhas pintadas
pintando a vida  numa mesa de bar.

Trés copos juntinhos
uma cerveja gelada,
uma carteira de cigarro vazia.




FESTA

Cai flores, luzes de emoções,
ternos suspiros de amor
embriagam nossos sonhos.

Tudo se torna festa
cada dia que chega,
almas serenas gritam de prazer.

Abraços,
beijos,
emoções ,
o fogo explode
as paixões da vida.

Supremo amor fraterno do meu amor
me alimenta a vida,
guardo na concha o amor que vei...




terça-feira, 3 de janeiro de 2012

INTERROGAÇÃO

Como pode acreditar
que és amada
tanta inspiração
em nome da imaginação
não pode ser....
Quem ama esta perto
não se afasta
nem ama tantas outras...



domingo, 1 de janeiro de 2012

SENTIDO

Chegou de repente
envolveu sentimentos !

No encontro ...
a certeza do momento.

Momentos...
razão infinito desejo
imensidão do sentido prazer...

O calor !
um calor humano
deitou-se sem malícia
Despertou o túnel
da sensibilidade  forte prazer
deu encantamento ao sentimento.

Não é em vão
é momento,
é vida sentida.