segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

ALMA DISPERSA

Minha alma esta dispersa...
corro a terra mirando o céu!
escuto canções,
enquanto embalo meu viver.

A madrugada ilumina minhas horas inquietas
enquanto o tempo passa
tento recomeçar minha vida!
não percebo nada e o dia chega !

Como é bom encontrar amigos,
jogar conversas fora,
somos todos amantes da noite
boemia pela noite afora
cantarolando a vida.

Já não posso esperar
o bem querer chegar
o sono vem de repente,
tenho de regressar.

Os dias tão comuns ,
vem uma vontade louca de ti encontrar
fazer amor e voltar.

Já não quero esconder
o que sinto agora,
O que me resta da vida é tão pouco
quero reinventar momentos,
colorir tantas vidas,
nunca mais te perder nas minhas idas e vindas


SOU LIVRE

Numa viagem plena de prazer
como um pássaro me deixo voar...
sinto uma paz a me dominar
minha mente flutua no ar...

Meu desejo libertino
vai além do teu prazer.
sem rumo e sem destino
sou livre a caminhar...

A sensação de pertencer
a um mundo diferente
mergulho noutros mundos...
deixo minha alma adorcer.

Numa revoada sem retornar
vejo tanto luar
na imensidão do meu destino
sou um pássaro a voar.

domingo, 30 de janeiro de 2011

FEBRE DO DESEJO

Meu corpo denúncia a febre do desejo
enlouquecida de prazer,
o tempo para
enquanto conheço teus carinhos,
na suave leveza dos nossos dedos
no delírio de cada beijo...
nossos pés desnudos
mutuamente acariciados
O desejo invade nos corpos
meu delírio se mistura com teu
num único prazer tão nosso.
calo-me nos meus pensamentos
numa viagem tão louca e feliz...

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

VEM ME VER !
 
A vida me mostrou você
agora eu  vou te amar,
a minha emoção  contigo vai
o amanhecer não tardará.

Embriaguei-me no vinho dos teus sentidos
não me esqueci...
vem me ver!
quero nos teus encantos
adormecer .

Suave madrugada
acalenta meus desejos.
minha pura inspiração 
ameniza minha solidão.

Na minha poesia
tua sutileza e teus fetiches. 
meus sonhos  minha inspiração .

Na minha viagem
a noite a tua beleza,
a solidão  me faz companhia
o tempo  passou eu  aqui pela vida
esperando o dia  amanhecer.

Quero suavizar minha saudade
não quero me torturar,
quero apenas te amar.
MEU AMOR

 
Traduzir  meu amor
é ver o brilho no  teu olhar,
tanta beleza encontrar
e lembrar teu  clamor.
 
Eu me apaixonei
pelos teus  carinhos,
adormeci nos teus abraços
 
Foi embora minhas desventuras...
onde as estrelas  dos teus olhos brilhar,
vou  feliz  em meu caminho
sei que vou te procurar pra ti  levar ..
 
Vi a vida em cada olhar,
não tenho  medo,
não vou sozinha  te amar.
 
Em cada encontro
teus mistério desvendei,
no meu deserto te encontrei
e você  me amou.
 
 
Vejo a vida em cada  canto
trago  em mim teu  encanto
e você bem dentro em mim.
 
NUNCA ESQUECEREI DE TE AMAR
(Etinha)

Quanto amor te entreguei
você  nem percebeu,
meu dia nasceu
só não consegui te esquecer.

Quanta impotência
no meu peito ,
sou pobre um lixo...
você não conseguiu me amar.

Na estação sem destino
fiquei parada sozinha,
perdi a viagem
querendo te encontrar.

Quanta ternura senti
no teu leito de amor,
minha alegria sofre
porque não consegue te tocar.

Nunca te abandonarei
nem que o mundo caia, exploda,
as pedras esmague meu peito,
renascerei das cinzas.

Queria tanto dar meu colo,
aconchegar meu amor
para não te sentir
tão sozinho.

Queria te dar o olhar das estrelas,
a grandeza do  sol,
a beleza da lua,
a felicidade do dia nascendo.

Queria te dar meu calor,
tua alma beijar,
reviver teus sentidos
nunca deixar de te amar.

Dentro do meu peito,
meu coração bate forte
só de pensar em te ver
numa felicidade sem fim.

Esquecer de te amar
nunca, jamais...
a ventania vem
e não vai te levar.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011





SOU O VENTO REVOLTO


A tardinha na revoadas dos pássaros
ao retornar para o seu ninho,
senti saudade
na minha própria alma...

A tarde tão longa
meu tempo parou
não me esqueci de você.

Minhas noites tão breves
esperei o dia chegar
não consegui esquecer de você.

Vou pela vida afora
buscando encontrar meu viver,
volto pra casa tristonha
sei que vou me refazer.

Sou lua, sou pássaro, sou ar,
sou o vento revolto
que me faz transformar.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

PRIMOGÊNITO

O destino quis
nossas vidas entrelaçar.
tu é o vento que chega
e nôs o aconchego que te espera...

O sol esta dentro de mim
eu sou você nesse momento
e você, você...

Tu és a natureza
porque Deus te concedeu a vida!

Tua sombra flutua dentro de mim,
você se move
eu me sinto feliz.

Vivo a fantasias desse momento,
você cresce a cada instante
a espera te te ver aumenta.

Aqui fora o mundo é belo,
é preciso falar de sonho, amor
e luares
e também ter fé...

O mundo é teu !
tenta ganhar espaço
ele é infinito...

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

HOJE QUERO TE VER

Naveguei ….
no mundo lindo da net
caminhos feito de luz,
meus neurônios conectei.

Horas passaram sem fim
teu Nick ainda não apareceu
na busca de ti encontrar
na nudez da sensibilidade
que me traz você...

Nesse mundo não existe idade
só buscamos mostrar a verdade
que estão escondida
na consciência de cada momento,
uma viagem louca
infinita vontade de viver.

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

ARTE DE AMAR

Nossos olhos se fitaram
nos corpos se tocaram
como uma perfeita arte
dançamos,
levitamos,
transcendemos,
pintamos nosso alma
com a arte de amor.

Amamos nos quatro canto do mundo,
no sol, nas estrelas, na lua,
no infinito mais distantes.
pintamos nossos corpos de carinho.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

REVOADA

Voando bem longe,
bem alto,
além, muito além da imaginação
dos meus sonhos sem fim
buscando encantos matiz
festins, fogos naturais
pulsam corações infantis.
num leito aconchegante
um cheiro de mato,
flores matinais,
extintores sacudindo águas geladas,
um estampido desperta a vida,
sorriso chegando na fase
o tempo parou
um encontro de repente chegou
despertando a vida
e o voo continua mais alto
voando, voando, voando....

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

PACIÊNCIA

Quem ver o meu sorriso
percebe minha paciência
com o desejo maior
Pra poder te alcançar,

Quero ter paciência
mas não perder o desejo
de tanto de esperar.

Sei que vou ter paciência
e perceber o momento certo
de dar aquele beijo
e abraço de arrepiar.

Não me importo,
fico quietinha
quando teu brilho aumenta
vou ficar caladinha
á te esperar
sei que vou te encontrar.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

VOCÊ
(ETINHA)

Vamos voar com as borboletas !
Ilusão dos teus encantos me conduz
Carinhoso bem mansinho
Talismã dos meus desejos
O teu fascínio me seduz
Raio de luz no meu caminho..

Hoje tão perto dos meus olhos
Acordei pensando em ti ...
Nada tira tua inspiração
Nos teus versos triste
O amor fraterno te consume
Vi nos teus olhos e palavras
Esperança e canção
Rimando a cada instante...
VIDA

O que será a vida?
de um beijo sensual
escorre minusculas partículas
que se tocam
e acontece o mistério da vida.

O desabrochar das emoções contidas,
suspiros, gemidos,
lágrimas, sorrisos rolando,
emoções, devaneios....
nada explica é só sentir!

Como um toque de magia
a flor brota encantadora
num esforço natural
só a plenitude da vida responde.

Mistério infinito
encanto inexplicável,
um bailar de emoções
faz de uma dor secundária
um suspiro arrebata do sacro vaginal
a aurora da vida.

È belo e o choro rola,
o sorriso surge como uma noite de luar
enfeitando a vida
na espera de dias
irradiando esperança
e o ciclo da vida faz seu percurso
ministério em busca do inexplicável....
FUI AO TEU ENCONTRO

Sai por ai afora
sem sentir passar a hora
num boemia sem razão de ser
que não me leva a nada...

O celular tocou
ninguém responde
vi teu nome
meu coração tremeu...

Deixei tudo para trás
fui ao teu encontro
nos teus encantos me deleitei
meu anseio matei.

No mundo tão nosso
contigo me aconcheguei
vivi meu prazer
junto aos desejos teu.


A noite se finda
O dia nasceu
te vi tão só meu
num momento tão nosso
a saudade matei.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

CONVITE

Subi!
entre as estrelas
e encontrei teu esplendor.

Sabes,
porque te quero real ?
nos meus instantes
te encontrei
e você não me viu.

Voltei !
a te encontrar
e tu me vistes por inteira..
agora, vamos vagar
num infinito mundo de devaneios
dentro da arca da compreensão e do amor.
TE QUERO


Serena e doirada
é a compreensão da nitídez
derramas os supiros
e me banho nas tuas cascatas

Arrebata o querer
as portas se abrem
o vazio sai !
o medo foge
e a lucidez fica..

Ponho-me na tua sombra
amor dos amores
porque te quero.
VERSOS


No momento um sonho,
Solto versos soltos,
escrevo pensamentos livres,
canto e choro as minhas fantásias.

Converso com o meu inconscientww
o pensamento sai,
fujo e me encontro
e as minhas cismas ficam.

Comovida falo
aos meus fantasmas fantásias
que cai dentro de mim...

Cheiro devaneios,
o sol nasce eu me sinto dia...
Os meus versos falam
O que escondi de ti.
SINTO

Vejo os teus olhos maduros
com gestos crinças,
quero te dizer tanta coisa...
quero morrer de amor.

Nos meus sonhos te encontrei,
tornei-me mulher !
mergulho em mim e sinto o frescor da vida
de te querer mais e mais...

Murmuro intimamente as minhas emoçoes
vivo meu melhor momento
confesso intimamente
que te quero infinitamente.
ACONTECE

Vei de alguma substância morna
dentro da escuridão da noite,
os olhos brilham
em puros movimentos
transbordam emoções caladas.

È a paz!
enrola sentimentos
soltando um grito livre.

Vivo a fantásia da lucidez !
guardo o momento verdadeiro
desfechado em mim.

No bailar das emoções
a festa começa sorrindo
e o que fazer nesse instante?
busco o querer do corpo
deixando acontecer
o espetáculo das paixões,
paro e sinto a alegria de existir.

domingo, 16 de janeiro de 2011

ADEUS VIAJANTE QUERIDO

ADEUS VIAJANTE QUERIDO (Alex Holanda)
(Etinha)

Silêncio,
caminhadas contritas,
todos assistimos tua partida,
adeus viajante querido.

A prercussão se calou,
as portas do infinto abriu,
os sinos não tocaram,
só cheiro de flores …

Todos em silêncio caminhamos,
seguimos teu funeral,
no peito uma dor!
no céu um arco branco.

O Sol se escondeu,
uma entrega total,
não conseguimos cantar,
somente em cada canto um adeus.

sábado, 15 de janeiro de 2011

INSENSATA PAIXÃO


Embriagada de lembranças
teu fantasma me acompanha
como uma loucura que chega
Instalasse em mim.

A saudade chega mostra suas garras
e me traz você,
sinto falta da tua doce voz,
em que estrela ou dimensão posso te encontrar?

Mergulho no rio de ilusões,
enquanto a chuva de desilusões cai
recobro a consciência
e começo a chorar

As paredes do teu quarto é testemunha
de quanto você me fez feliz,
sinto falta dos teus beijos,
da tua voz dizendo coisa.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

VAGO NA NOITE

VAGO NA NOITE


Ah!
quem me dera ter lembranças tua,
vago na noite
abrolhando saudades !

O dia esta chegando atoa,
as caras atordoadas
de viagens desvairadas!

Passeio alucinante
destruindo celebro
do outro lado paixão.

Engana-te afeição
sentimentos vadio
solto na noite.

Ah! quem me dera
encontrar teus encantos !
quem tentou te destruir
desse jeito tão louco?

DELÍRIOS MUDO

DELÍRIOS MUDO


Nos delírios das minhas emoções
busquei alguém
que me desse prazer
encontrei você.

Podolatria,
que me vem tão breve
na busca da insensatez mais lúcida,
sensações tão leve...

No infinito desejo tão contido
Senti o toque dos teus dedos
dedilhando nos meus pés...

Nos solados rosadinhos
apetitosas lambidelas.
lambidas lúdicas
que me arrepiou a alma!

Estonteada quase inerte,
desatinadas sensações caladas
que me deixou tão louca.

Desvairada noite...
Na sutileza das mordidas soltas
no solado dos meus pés
que trocaram todos os meus sentidos

PENSANDO EM TI

PENSANDO EM TI

Pela janela do meu quarto
vejo a lua,
vejo as estrela,
sinto o frescor da madrugada,
acordei pensando em ti
me lembro que senti
bem do teu lado
quase louca e feliz
pensei assim
este sim é meu amor.

Pouco a pouco o sono chega
entre sonhos e delírios
vou dormir pensando em ti,
quantos desejos!
apenas quero sentir você
Juntinho a mim.

TRISTEZA

TRISTEZA
Etinha

Minha alma esta feriada !
meus sonhos não existem,
sou uma arvores sem folhas.
a tristeza me deixou muda...

meu coração esta ferido,
não quero ver o sol,
não quero ver a lua,

Fazer o que da vida ?
madrugadas não existe,
nem um pássaro quero ser !

O que faço sem destino ?
sem rumo, sem amor,
vivo num vazio
que não me deixar viver .

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

CANOA VOA


CANOA VOA

Caminhos...
areias finas voa,
rola na mente energia transparente,
dispersa alegria colorida
pela vida afora.

Caminhos...
areias finas voa,
do teu presente a felicidade
a natureza explode,
a brisa responde á alegria
pela vida afora.

Caminhos...
areias finas voa,
fala ao coração
do amor se fez culto,
prazeres, aventuras,
louvo a vida
pela vida afora.

Caminhos...
areias finas voa,
é natureza pura
pela vida afora.

QUERO VOCÊ

QUERO VOCÊ


Quero você sem reserva,
sem domínio,
sem me sentir preza
apenas te amar.

Quero você
num beijo longo
e após um ato de amor
ter mais desejo
de tantos outros que viram.

Quero você numa constante
sabendo que a todo instante
vou ter motivo
pra sempre ti querer.

Quero chorar de alegria e de gozo,
vendo você !
Com todo esse feitiço e magia
que seu amor me faz viver.

DESNUDO

DESNUDO

Preciso encontrar minha calma !
profundamente tento encontrar o meu ser,
dentro de mim existe o cosmo...
algo imortal que me traz paz.

Na completa imensidão
meus instintos estão desnudos,
meu espirito
contempla a minha consciências.

Procuro em cada canto,
na essência das galáxias mais complexas,
na folha mais simples,
no perfume de todas as flores,
na cúpula das arvores,
o amor que me torna mestre.

Entrego-me a vida
de todas as formas,
no meu silêncio
envolvo você nos meus contornos.

Interagimos nossas emoções,
algo imortal,
a paz contemplação,
entrego-me ao teu segredo
meu ego ouviu teu grito.

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

CORPO EM BRASA

CORPO EM BRASA

Em meu corpo
trago a marca dos anos,
no olhar a sombra da saudade,
na minha solidão o amor
que faz companhia aos meus pensamentos !
na boca o gosto dos teus lábios macios
que tanto beijei,
na pele o cheiro de sexo
que quase morri de prazer,
nas minhas mãos a avidez dos entrelaçados dos toques
que me faz tão feliz!
no ventre um desejo incessantede te possuir,
dentro dos meus centros nervosos
pulsa o meu coração,
meu corpo queima em brasa
só em pensar
em te ter plenamente.

SOLIDÃO

SOLIDÃO
Etinha

Numa noite tão só,
nem a lua me fez companhia
meus sonhos se foram...

Mergulhei no meu infinito
não encontrei meu destino,
fugiu das minhas veias
o sangue que me faz viver...

Tom de medo e saudade
misturava-se no meu celebro vazio,
tentei arrancar sentimentos
não consegui...

Minha alma solitária
nas ondas da vida vagou,
só o vento me levou,
tive medo de ninguém me encontrar.
NÃO QUERO TRISTEZA

Não quero tristeza,
vou refazer meu viver!
minha fantasia sobreviver.

Nessa vida tão frágil
quero me defender
não me queixar da solidão.

As minhas vidas,
vários destinos,
palavras mansas,
figura peregrina.

Sangrou-me a emoção
estranho!
me deixou triste,
fico calada sozinha,
alimento-me de simples lembranças.

A fala sentida
me deixa confusa.
não quero ter medo
quero enfrentar meus desafios.

ENQUANTO A VIDA PASSA

ENQUANTO A VIDA PASSA  
 
Nos meus momentos lúdicos
que vivo emoção
entrego meu coração 
enquanto a vida passa...

Mesmo estando sozinha
tudo é delírio,
explode devaneio
nesse efêmero rio....
 
As ondas se vão e se vem
enquanto a vida se tem.
revivo minhas emoções
porque existo.
 
Num instante, parei  .
de onde eu vim eu não sei,
será de longínquo horizonte
cheio de sol poente
e de lua cheia?
SEMPRE TE PERCEBI


Sempre te percebi,
você não se faz entender...
nunca é demais para mim
sonhar alguma coisa qualquer.

Nossa união vai além
dos nossos mistérios sem fim...
não se faz alcançar
o que eu sinto por ti...

Nossa canção de esperança...
sei que um dia vai trazer
outros encontros felizes
e quem eu amo também.

MEU INEXQUESÍVEL AMOR

MEU INEXQUESÍVEL AMOR


Os dias se passam,
os momentos se foram.
minhas lembranças ficaram.

Sinto falta da tua voz contida
que escutava todas as noites
através de um fio do telefone,
Desabafava,
Contava historias do dia, dia...
sentia-me tão pertinho de você
mesmo distante...

Sinto falta dos anos que se foram,
da nossa juventude,
das nossas aventuras,
até das minhas desventuras
que me fez chorar baixinho pra ninguém perceber...

Hoje vejo como é bom
ter você como amigo
nada pode destruir nossa amizade.

Muitas vezes me bate uma saudade,
fico parada enfrente ao telefone
sem coragem de ligar....
Contento-me em saber que você existe
e entendo porque somos amigos.
TRISTEZA
Etinha

Minha alma esta feriada !
meus sonhos não existem,
sou uma árvores sem folhas.
a tristeza me deixou muda...

Meu coração esta ferido,
não quero ver o sol,
não quero ver a lua,

Fazer o que da vida ?
madrugadas não existe,
nem um pássaro quero ser !

O que faço sem destino ?
sem rumo, sem amor,
vivo num vazio
que não me deixar viver .

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

POETA DE INFINITAS MUSAS
(Etinha))

A vida me fez assim
doce e atrevida,
mansa e feroz,
uma canção, uma paixão.

Nunca perdi a emoção,
as pessoas partem e se vão...
fica o perfume da saudade
o gosto da recordação.

Poeta de infinitas musas
quanto te toco
em disparada sensação
ferve meu coração.

Quando estamos juntos
por um instante
Esqueço o mundo, a vida, as horas
a alegria invade meus sentimentos.

Preciso do teu olhar
Numa única noite de luar
Sentir tua boca colada na minha
e morrer de amar...

Anjo irreverente,
as portas se abrem
você surge espontaneamente
Gosto de ti ver .

Surge com um astro
cheio de gesto sensual
descobrindo o dia
embelezando a noite.

Eis feliz
em perfil de sentimentos
extraviando as tristezas fio por fio
Isso é vida a cada instante.

Pedra límpida, cristalina
ventos inquietos
onde a fantasia além fecunda
desperta a liberdade em tempo de amor.
O QUE TENHO DENTRO DO MEU CORAÇÃO

Minha mente é tão lúcida,
Deixe eu te mostrar
O que tenho dentro do meu coração,
Muito amor sincero.

Quanto desejo!
A saudade me corrói
E me deixa tão triste
A minha alma solitária.

Nas minhas noites de luar
Sinto falta dos teus beijos,
Meu peito chora
Minha solidão.

Nas minhas madrugadas afora
rola no peito a dor do abandono,
O amanhecer chega vou embora,
a realidade vem e me leva pra casa.

Meus pensamentos
me faz companhia,
tua imagem me vem na mente
me ponho a rezar...

Minha alma canta
uma mantra de desejo,
quero que meus olhos brilhem novamente
pra minha vida ter mais cor.
NAZARÈ

Nazaré dos meus dias infantis
de vida singela cheia de matiz,
tem revoado no céu
você chegou lá...

Quantos dias passaram,
vem na minha mente
belas lembranças
teu carinho e aconchego...

Meu sentimento não disfarça
O que guardo no peito,
O quanto te aluguéis
nas minhas conversas infantis.

Nazaré dos meus sonhos,
escutava-me com um sorriso na face
minhas historinhas sem fim,
quantas lembranças.

domingo, 9 de janeiro de 2011

EU SOU

EU SOU

Sou aquela que se refaz na noite
em buca do amanhecer.
Sou aquela que não esconde
o que sente
e diz o que faz.
Sou a tristeza
que conhece a alegria
e fica feliz.
Sou uma saudade
que ficou
e não voltou.
Sou uma mulher
que muito ama
e muita coisa fica.
Sou aquela que se embala na rêde
olhando a lua apontar
sentindo no entardecer
a felicidade chegar.
Sou a que denga o amor menino
e se sente mulher.
Sou amante da natureza,
do amor
e do mar.
sou aquela que nasceu pra amar
e sonhar,
querendo um ceú
com um luar estrelado para amar,
dormir numa casinha de palha
sentindo a noite voltar.
Sou aquela que se enfurece
quando se sente tocada.
Sou aquela que foge da solidão
e não tem mêdo de assobração.

ASTRO




ASTRO

Sou o vázio da noite
querendo chegar.
Ès uma procura de ondas
querendo voltar.
È na vida um nada
se encontrando.
Somos enígma
na vida da construção.
Sois infinitos
de interrogações.
São variavveis de astros
na constelação.

05.11.1981

CEIA

CEIA

Somos astros
no meio do infinito
que se chama amor.

As cores do arco-íris
escutam um espetáculo vivo
do amor real.

A ceia está pronta,
vamos beber d´agua cristalina
dos sentimentos
que colhemos dia a dia...

Saboreando a construção da vida,
o sonho continua
e o amor se embriaga
com o querer sentido.

CISMA

CISMA

As horas
tecem os fios dos acontecimentos,
perde-se a noção do tempo
e ninguém percebe,

Agora um fruto
com sabor de mel
que nada custa
é só querer.

Noite, noite...
calma com som de paixão,
embala sentimentos,
é chegando e querendo.

Dentro desse espaço
queremos olhar o ceú
na cisma dos sonhos
que acalentamos.

LUA NOVA

LUA NOVA

A noite vem,
escuto a liberdade
reluzindo a vida,
assistindo corpos
listrados de carinhos,
alvejando lençois
tentando agarupar as fantásias,
e a lua surge!
clara,
o canto acompanha
carinhos lentamente.
e a lua?
é lua nova!
discreta clareando ninhos,
enrola sentimentos,
é amor e lua,
a noite senta calmamente
e o gozo escorre.
a lua rir !
é lua nova.

sábado, 8 de janeiro de 2011

QUIXABA QUIMERICA




QUIXABA QUIMÉRICA

Um dia, um dia,
tornei-me pedregulho puro !
mergulhada no abstrato
mundo azul.

A sensibilidade se escondeu
tentando brincar com a pele fina,
não senti atrito
junto aos corações dos outros.

Só a natureza pura
vinha-me a mente,
fez-me refletir a alma,
alimentando meu pensamento,
purificando a carne.

Vi o entardecer chegar
entrando de porta a dentro,
curtindo a liberdade rara
escondida em mim.

Dormi no entardecer,
acordei !
concordei em abraçar estrelas.

Viajei no clarão da lua
que explodia misteriosamente do fundo do mar,
enfeitando a areia branca!
refletindo no bailar das ondas,
irradiante constelações de estrelas,
caminhando sem fim
em busca de um encontro transcendental.

Vi aguas transparentes jorrarem
na superfície da terra virgem,
admirei essa menina serena
nascida de um fino pincel romântico.

Naveguei,
voei sugando o infinito,
perdendo a visão no horizonte,
um dia, um dia...

12/04/1983

BRISA DO FINAL DA TARDE

BRISA DE FINAL DA TARDE
(Etinha)

Se tivesse um amor passaria os problemas
como se fosse brisa de final da tarde,
meu coração ta despedaçado,
tudo vem com força de vendaval.

Nem sei se resta nada
nos dias que viram,
torno tudo isso em palavras
que me alivia.

Para aliviar a dor
de quem vier a sentir,
pelo menos vão saber
que não foram únicos.

Ta soando poesia
porque vem bem dentro
como ferida sangrando,
sinto tudo que falo.

Na minha vida,
tudo é intenso,
o bom e o ruim
vem com força maior .