sábado, 26 de fevereiro de 2011


 

TOMAREI UMA TAÇA DE VINHO
 
 
Meu delirio de ilusão
viu meu lamento em desalinho
sufocar meu coração.

Encontrei na multidão
perdidas ilusões..
e tantas emoções.

Você meu vício adormecido
nem me ver na multidão...

Tomarei uma taça de vinho
pra te fazer companhia
numa noite de prazer...

Não me incomodo
mesmo em passos lentos
um dia te encontrar
e brindaremos minha esperança.

sábado, 19 de fevereiro de 2011

MEU EU

Minúscula partícula de átomo se espalha
no meu infinito sem fim...
me enrolo cada vêz mais
neste labirinto da vida.

Me transporto para meu centro nervoso
deste meu infinito sem fim..
além, bem além...

Mistériosa é a existência
que transporta o meu eu.
sou o meu eu que existe...

Vibrei neste mundo insensato
e real mistério sem fim...

O meu eu transporta o tempo
me encontro como o meu eu existente..
sinto este momento perfeito explêndido e único

De onde eu vim?
qual a razão desta existência?
eu não sei,
a metafisica explica,
satisfazer a vontade do criador,
o tempo responde?
é so sentir e viver...

Para onde o meu eu vai se transportar?
eu não sei !

Sou o meu eu que existiu,
sou o meu eu que não existiu,
sou o meu eu existe.
sou o meu eu que vai existir.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

VI TANTAS COISAS

Vi meus sonhos adormecer
só não quero chorar
.
Vi tua fraqueza vázia
exposta ao vento frio da noite.

Vi no sussurro da noite
teus olhos vádios
mirando o nada...

Vi na núdez das tuas palavras
os teus pensamentos
vagando sem destino
quanta inseguro!

Vi quantos desatimos
nos teus versos confusos
solto no ar...

Vi tantas vêzes
levar teu sorriso em desalinhos
e deu tudo errado.

Vi tantas fantásias
matando o desejo
sem comprimisso.

Vi teu olhos dizendo outra coisa
e tanta falsidade...

Vi tantos destinos indo pru fundo do mar,
agora você é página virada
não quero mais te amar..

domingo, 13 de fevereiro de 2011

MOMENTOS


Vi três faces
um só...
parado no lago da imaginação,
gritando baixinho
um encontro fertil.

Vi três faces
um só...
uma ilha de mar,
um infinito bem longe,
uma parada corrida,
uma certeza constante.

Vi três faces
um só...
um olhar sentido,
duas pupilas luzindo
num encontro festivo.
RETRATO

Vi meu retrato de criança
postado no album de família,
Vi a inocência pura
estampada num sorriso terno
Vi uma historia ingênia
Vi poucos traços de agora
Vi uma alma sem disfarce
Vi meus seis meses de idade
Vi minha transformação
ao logo destes anos
só não vi crescer
minha alma de criança
seria bom voltar a ser criança
para começar tudo de novo?
Não precisa
mesmo com as marcas de pancadas
que a vida nos dá
ao longo desta vida
a gente se torna crinaça.
AMO-O

Amor dos amores
ardentes...
não sabe se fica?
não sabe se vai?

Sagrado lugar ao meu lado,
uma miragem fluindo,
uma plantinha a regar.

domingo, 6 de fevereiro de 2011

CANTINHO

Tenho vontade de acordar cedinho
de colher rosas para dar o mundo,
de tocar viola
transformar o mundo.

Quero encontrar amigos
ensaiar um canto
embelezar a vida.

Quero voltar e não consigo,
quero caminhar sozinha,
achar uma festinha,
enfrentar um amor antigo.

Quero que o tempo passe
que as coisas mudem,
quero me envolver contigo
confesso que me sinto só.

1980

sábado, 5 de fevereiro de 2011

UM DIA, UM Dia...


Um dia,um dia...
o vento levou a minha saudade,
o enigma surgiu de repente
tudo é festa e alegria.

Um dia, um dia...
o encontro transcendental aconteceu ?
a dúvida vem na mente !

Um dia, um dia...
quantos anos se passaram ?
tanta coisa aconteceu
você assistinto o desenrolar da historia
em teu plano espiritual.

Um dia, um dia...
se nasce!
um dia , um dia..
se vive,
um dia, um dia...
se morre...

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

AFETO

Vibramos nosso organismo
reunidos em ti
um só encanto,
este mistério é eterno!
fecundamos...
sentimos esta grandeza...

Guardo-te no meu ventre virgem
como um livro de amor,
as pétalas surgem perfeitas.
as folhas vão crescendo delicadamente
e a rosa se torna encantadora...

Queremos-te
pleno de graça...
nessa terra de amor
ergue-se o novo
surge a luz,
onde o teu encanto
a sorte espera....
desse teu minúsculo corpo
a certeza do momento.


23/07/1984
NADA ME DESAPONTA

Nem imagina do que eu sou capaz?
vou caminhar de encontro a mim
numa viajem tão louca
resgatando minha alma.

O amor de quem não cuidou de mim
desaparecerá...

Sou feliz...
ninguém vai atrapalhar,
não tenho valor material
não estou à venda...

Ninguém entende o que pretendo,
quando você me esquecer
te esquecerei...

Tudo mata tudo
de uma forma ou de outra,
não vou deixou ninguém matar
minhas ilusões..
estou aqui inteirinha.

Nada me desaponta
a noite de luar me deseja felicidade...

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

NEM SEI

Nem sei se te amei...
um desejo disperso
nem sei se te desejei...

Palavras soltas
sentimentos enloquecidos...

Meus sentimentos
não merecem
estes teus desatinos.

Estou solta no ar
não vou mais te amar...

O mundo da voltas,
te chamei com doçura
você não entendeu...

Vou rir,
as dores não mais existem
você não foi quem eu sempre quis,
a vida se renova rapidinho.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

TRANSFORMAÇÃO

Transforma-se a cada momento
minha barriga esta bem crescida!
reconheço em mim a tua presença
seu movimento calmo
me faz feliz!

Retorno na noite
recrio e removo em gesto de amor
a tua chegada.!

Imagino teus olhos,
teus gestos frágeis...

Entre um canto
recebo uma mulher amada
esperada!
cheia de gesto de amor...


10/04/1986
ACONCHEGO

Pouco a pouco sinto teu amor chegar!
quero te amar,te sentir
e te envolver na nossa vida!

Tenho a flor do meu corpo a te abrigar
é um sonho vivo a palpitar!

Hoje você é o abstrato,
de olhos fechados vejo teu rosto
com a herança que surge de nos
na minha mente imagino você
um ser sereno e belo
com traços e traços de nós
para chegar o real!

Sei que teu rosto será inconfundível
é só teu e único,
logo mais bem rápido o real do nosso aconchego,
sem dúvida e sem medo,
o amor feito substância complexa
a te aconchegar sem equivoco jamais.


02/1986