domingo, 29 de setembro de 2013

palavras repetidas ou "tudo de novo"
Victor Hannover

já falei do beija-flor
da lua em forma de redinha
da estrelinha
e quero você toda minha

já liguei as frases suas
telefonei, interfonei
ouvi a voz do Ney,
do Fagner, apertei o "play"

não aguento mais
essas tais
palavras repetidas
atrevidas, iguais

preciso de palavras novas
um beijo e nada mais
quero olhar pra você demais
ver teu olhar sagaz..

e não escrevo mais
meu pobre vocabulário
cadê meu dicionário...
que dia é hoje, meu calendário ?

é dia de sol
é noite de lua
é dia de lua
minha boca colou na sua...

minha lingua, em disparada
suga teu mel, acelerada
meu corpo esquenta
ferve, fogo, sol, uma latinha de skol..

skol é loirinha
sua pele, é branquinha
cerveja é geladinha
e você é quente, bem quentinha

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

NOVO AMOR

 A vida se transforma rapidamente
surpresa inevitável aconteceu!
trazendo lindos sonhos
vamos viver...
A beleza do inesperado
me trouxe um novo amor...
num instante te percebi só meu
nos teus  olhos iluminados...
vi entre nós uma singela cumplicidade !
tudo é  um fato bem real
nem sei  quando vai durar !
de mansinho trocamos muito carinho
nessa nossa eternidade vou te amar
formamos o nosso ideal, eu sei porque!

 

 

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

"O céu e a vida se transformam em uma rapidez estonteante!!!
A tal ponto que sempre nos maravilharmos com a constante presença de Vênus ao lado da Lua nos trazendo lindos sonhos!"


quinta-feira, 5 de setembro de 2013

 ENQUANTO O SONO VEM

Enquanto o sono vem !
consigo viajar nas minhas lembranças 
detalhes feito Jardim de Èdem na noite leve ...
ultrapasso a barreira da  razão
entre o sonho e a realidade 
o lado oculto da vida,
o obstáculo, o mistério, o místico,
mergulha na minha inteligência adormecida ...
meu corpo diz que passe a noite em claro
meu olhos reclamam e percebo
que esta  chegando a hora do adormecer
Amanha é outro dia  ...
com o  raiar do sol o dia vai amanhecer
e novas esperanças vão nascer.
                                     

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Quero expressar a minha tristeza em saber que tem tanta gente sofrendo  acrisolada no ódio e no rancor. A vida me ensinou que não somos donos dos sentimentos das pessoas. Devemos respeitar e não invadir um universo que não nos pertencem. A vida não é a que  queremos e sim a que merecemos, muitas vezes ninguém percebe que cada pessoa tem o que O Divino Amado Mestre nos dá, devemos ter força, entendimento,  sabedoria para aceitar de braços aberto nosso destino.
Perdemos tanto tempo exigido o amor de outra pessoa, quando o amor não esta disponível pra gente, vamos respeitar e entender que esse amor  não nos pertencer.
 Deixa a pessoa livre não acrisole ninguém aos caprichos do seu coração

Etinha