quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

DESNUDO

DESNUDO

Preciso encontrar minha calma !
profundamente tento encontrar o meu ser,
dentro de mim existe o cosmo...
algo imortal que me traz paz.

Na completa imensidão
meus instintos estão desnudos,
meu espirito
contempla a minha consciências.

Procuro em cada canto,
na essência das galáxias mais complexas,
na folha mais simples,
no perfume de todas as flores,
na cúpula das arvores,
o amor que me torna mestre.

Entrego-me a vida
de todas as formas,
no meu silêncio
envolvo você nos meus contornos.

Interagimos nossas emoções,
algo imortal,
a paz contemplação,
entrego-me ao teu segredo
meu ego ouviu teu grito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário