sábado, 3 de janeiro de 2015





MARIA HEZENETE ANDRADE PINHEIRO


Minhas manias,
Amores e família.
Revivo em cada amanhecer
Ilusão como um toque da realidade,
A vida me fez assim.

Herdei da minha mãe seu fenótipo !
Enquanto minha vida terrestre caminha
Zelo pela leveza de uma boa amizade.
Em cada amiga fica em mim boas lembranças.
Nos dias de sol muita alegria
E nas noites de luares muita paixão.
Teimo até com meus próprios sentimentos
Energia não me falta.

A vida meus desafios,
Nada me deixa triste por muito tempo.
Decidi brincar com o meu inconsciente.
Raios de sol queimou minha fase de tantas eras,
As constelações de estrelas me fascinam !
Divide o encanto das noites de luar
Enquanto abraço meu cotidiano.

Pinto a vida com  as cores do arco íris
I sinto saudades de quem eu amo.
Nas minhas madrugadas o tempo voa.
Hoje de cara pra lua sou filha do sol,
Encanta -me ser uma ninfa sol
I lidar com desafios nesta nova era.
Realmente encontrei a magia,
O encanto das ciganas Aganaras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário