terça-feira, 30 de agosto de 2011

EXTREMO DA LOUCURA

As noites ficam mais belas
na sequência de bares
que se fecham
a gente querendo ficar,
crio pensamentos loucos.

Pela noite afora
nada de tormentas
nem me importo com as ruas desertas.

Que mistério tem a madrugada ?
derretendo-se de tesão...
ver o dia amanhecer cintilante.
Vi a cor da minha alegria
misturada com a cor prateada
tento tocar o extremo da loucura.

Um comentário:

  1. De vez em quando devemos abrir espaço para a loucura. Ela nos permite criar sem barreiras.
    Gostei!

    ResponderExcluir